Jornalistas do ES defendem dissídio e mobilizações contra proposta de reajuste zero

Foi unanimidade. A proposta do patronato de conceder ZERO de reajuste ao piso da categoria e congelar os salários foi recusada e causou a indignação dos profissionais. Uma nova rodada de negociações será agendada. A possibilidade de manifestações contra esta proposta absurda não está descartada.

Todos os jornalistas que participaram da assembleia da última quarta-feira (5/7), na sede do Sindicato, defenderam o dissídio e mobilizações para mostrar a insatisfação da categoria. Os profissionais do Espírito Santo entendem como uma violação dos direitos trabalhistas a proposta do Sindicato patronal, que ofereceu ZERO de reajuste salarial. Eles exigiram que o Sindicato realize uma nova rodada de negociações no intuito de garantir o entendimento jurisdicional do direito à revisão geral anual, com no mínimo o percentual inflacionário, que está em 9,8%.

Caso a proposta seja recusada pelo patronato, os profissionais capixabas votaram por encaminhar o pleito à Dissidio Coletivo. Jornalistas de todo Espírito Santo participaram da reunião que foi transmitida pela internet. Os jornalistas profissionais prometeram mostrar à sociedade a falta de valorização da categoria com a realização de várias ações físicas e on-line.

Hora de virar a mesa

Na mesa de negociações a conversa é sempre a mesma, crise! Só que diferente do propagado pelo empresariado, existe, inclusive, novos veículos de comunicação sendo abertos no Estado. Enquanto eles insistem em cortar salários e vagas de trabalho, as tabelas publicitárias tiveram reajuste e os repasses milionários dos governos estaduais, municipais e federal continuam. Além disso, o setor foi “agraciado” com a redução de imposto. Diminuiu em 20% o valor na folha que era pago ao INSS, passando a pagar 2% e 4% em cima do faturamento das empresas.

Para o Sindicato dos Jornalistas do Espírito Santo o terror de listas de demissões, a falta de estrutura e o acúmulo de trabalho que o profissional capixaba enfrenta diariamente não são reflexos de crise, são sinais da falta de gerenciamento das empresas, e não justifica a proposta de ZERO reajuste.

O Sindicato vai encaminhar a decisão da categoria chamando uma nova rodada de negociações. O SindijornalistasES já lançou uma campanha publicitária e convida todos, principalmente amigos e familiares, para curtir, comentar e compartilhar as informações publicadas no site e nas redes sociais. Só assim vamos mostrar à sociedade que diferente do conto de fadas que os donos das empresas vendem, atrás das telas e das páginas, a realidade do jornalista capixaba é bem diferente.

www.facebook.com/Sindijornalistases/

instagram.com/sindijornalistases