Piso Salarial e Tabela de Preço

“O jornalista não pode aceitar oferta de trabalho remunerado em desacordo com o piso salarial da categoria ou com a tabela fixada pela sua entidade de classe”. Artigo 10 do Código de Ética dos Jornalistas Brasileiro.

 

Piso Jornalista – R$ 1.991,89

Assessoria de Imprensa – R$ 1.991,89

Para 5 horas diárias, conforme legislação.

 

TRABALHO FRELANCER

Tabela de referência para remuneração mínima  de serviços prestados por jornalistas profissionais.

 

Reportagem – qualquer mídia

Lauda com uma fonte – R$ 80,00

Lauda com duas fontes (mais 25%)- R$100,00

Lauda com três ou mais fontes (mais 50%) – R$ 120,00

* Lauda: com até 1.400 caracteres com espaço

 

Revisão

Lauda: com até 1.400 caracteres com espaço R$ 20,00

Para calcular o valor da revisão por página, multiplique o valor por: 10 para standart, 5  para tabloide, 3 para revista, 1,5 para ofício (A4). Estes fatores contemplam o número médio de laudas por paginas com fotos e/ou ilustrações.

 

Pauta – criação e produção

Com até três contatos prévios – R$ 160,00

Com mais de três contatos prévios – R$ 200,00

 

Edição –  por página

Ofício  – R$ 58,00

Tabloide – R$ 85,00

Standard – R$ 100,00

Revista – R$ 73,00

Veiculo eletrônico (Lauda com até 1.400 caracteres com espaço) – R$ 120,00

 

Projeto Editorial – por página
Tabloide: R$ 250,00

Standard: R$ 380,00

Revista: R$ 160,00

Projeto Gráfico
Ofício  – R$ 500,00
Tabloide –  R$ 800,00
Standard – R$ 1.000,00

Diagramação – por página
Ofício  – R$ 70,00

Tabloide: R$ 87,00

Standard: R$ 108,00

Revista: R$ 92,00

Ilustração – criação
Em P&B – R$ 195,00
Em cor – R$ 216,00
Capa P&B – R$ 41100
Capa cor – R$ 433,00

 

Observações 

 

  1. As despesas com hospedagem, transporte e alimentação correm por conta do contratante.
    2. Em caso de viagem, além da diária, deve ser cobrado o preço por lauda.
    3. Para a lauda-padrão, considerar 20 linhas de, no máximo, 70 toques (1.400 caracteres com espaço).
    4. Os valores desta tabela passaram a vigorar em junho de 2015.

 

FOTOJORNALISMO

Fotos com filme ou digitais sem tratamento
Saída (até 3 horas) – R$ 273,00
Diária (até 5 horas) – R$ 430,00
Saída mista (3h P&B e cor) – R$ 430,00
Diária mista (5h P&B e cor) – R$ 630,00
Diária de viagem (fora da G. Vitória) – R$ 630,00

Foto de Arquivo
Foto P&B e cor – R$ 229,00
Foto cromo – R$ 287,00

Fotos com filme ou digitais com tratamento
Saída (até 3 horas) – R$ 460,00
Diária (até 5 horas) – R$ 745,00
Diária de viagem (fora da G. Vitória) – R$ 917,00
Escaneamento (por imagem) – R$ 16,00
Tratamento (por imagem) – R$ 16,00
Transmissão (por imagem) – R$ 16,00

Foto de Arquivo
Foto P&B e cor – R$ 227,00
Foto cromo – R$ 281,00

Observações

  1. Uma saída compreende a realização de trabalho único em local específico, no prazo máximo de 3 horas, computadas a partir da saída da redação.
  2. Uma jornada compreende a realização de trabalho único em local específico, no prazo máximo de 5 horas, computadas a partir da saída da redação.
  3. Um plantão compreende a realização de trabalho num período de, no máximo, 7 horas contínuas. Deslocamento do local específico para complementação de matéria, mesmo dentro das 3 horas, é considerado como saída.
  4. As fotos vinculadas a reportagens que forem publicadas na 1ª página de jornais terão como pagamento adicional R$ 250,00. As publicadas em capa de revistas, R$ 582,00.
  5. Quando o serviço ultrapassar as 5 horas consideradas de trabalho normal, o repórter fotográfico cobrará R$ 100,00 por hora extra ou fração (hora de trabalho + 20%, segundo o mínimo estabelecido pela CLT).
  6. Os filmes, produção, revelação, contato, cópias, transporte, hospedagem, alimentação, seguro de vida e credenciamento para execução das reportagens ficam por conta do cliente.
  7. Acréscimo de 50% no valor para reportagens:
    I. Realizadas aos sábados, domingos e feriados;
    II. No período entre 21h e 6h;
    III. No exercício da função de laboratorista (revelação ou ampliação) ou operador de telefoto (dupla função).
    A aplicação dos acréscimos é cumulativa sobre o bruto do recebimento, incluindo horas extras e adicionais.
  8. Trabalhos publicados sem crédito junto à foto sofrerão multa de 50% sobre o valor, conforme lei nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998.
  9. Para garantia dos direitos autorais, deve ser usado como comprovante de pagamento o contrato de licença de reprodução de obra, aprovado no Congresso de Guarapari (ES).
  10. No caso de foto de arquivo, a negociação deve ser direta, tendo como valor mínimo R$ 212,00 e observando-se os valores do item 4, para o caso de publicação na 1ª página de jornais ou em capa de revistas.
    Obs.: Republicações serão pagas como fotos de arquivo.
  11. Reproduções, digitalizadas e tratadas: R$ 212,00.
  12. Os valores são para pagamento à vista, considerando-se o dia do recebimento dependente do dia da realização do serviço, admitindo-se 5 (cinco) dias úteis para trâmites burocráticos. Trabalhos requisitados e não realizados por motivos alheios ao fotojornalista deverão ser pagos integralmente.
  13. O roteiro para cálculo dos valores desta tabela foi estabelecido de acordo com a publicação “Direitos Autorais dos Jornalistas”, série “Documentos da FENAJ”, vol. IV. De acordo com o artigo 10 do Código de Ética dos Jornalistas, o repórter fotográfico não poderá aceitar oferta de remuneração em desacordo com o piso salarial da categoria ou com a tabela fixada pela sua entidade de classe.
  14. Esta tabela não inclui o pagamento dos direitos autorais. Todos os direitos do autor estão reservados.
  15. Os valores desta tabela passaram a vigorar em junho de 2015.

 

Informações sobre Direito Autoral veja link: www.autor.org.br