Carteira de jornalista

Carteira Nacional de Jornalista

Frente

 Verso

 

Prevista pela lei n.º 7.084, de 21.12.82, a carteira nacional de jornalista é documento de identidade pessoal e profissional, válido em todo o território nacional e só poderá obtê-lo o jornalista que tenha registro profissional no Ministério do Trabalho e Emprego. O documento é emitido pela FENAJ via Sindicato de Jornalistas nos estados.  O custo da carteira é R$ 85,00 para jornalistas sindicalizados em dia  e R$ 170,00 para inadimplentes com a tesouraria do Sindicato.  Para jornalistas não sindicalizados a carteira custa R$ 340,00.

Carteira Internacional de Jornalista

A carteira internacional de jornalista é da FIJ (Federação Internacional de Jornalistas) e emitida pela FENAJ. Para obtê-la, por exigência da FIJ, o jornalista precisa estar sindicalizado e preencher um formulário fornecido pelos Sindicatos. É necessário ainda, anexar cópia da carteira de jornalista nacional, na validade, e uma foto 3×4. A carteira internacional é o documento de identificação do jornalista no exterior. O titular da cédula internacional tem benefícios – desconto ou gratuidade – no ingresso de cinema, museus, espetáculos, etc, que variam de país a país. Outra finalidade importante do documento é facilitar o acesso às entidades sindicais filiadas à FIJ e a eventos profissionais. Dessa forma, fica mais fácil encaminhar solução de problemas que possam surgir quando o jornalista está em outro país. O custo da carteira da FIJ é 50 euros para jornalistas sindicalizados em dia e 100 euros para inadimplentes com a tesouraria dos Sindicatos.

Fonte: http://www.fenaj.org.br/cedulas.php