Nota de repúdio

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Espírito Santo (Sindijornalistas) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) repudiam o ataque sofrido na noite desta quinta-feira (30/5), durante uma transmissão ao vivo por um repórter e um cinegrafista da TV Vitória, afiliada da Rede Record no Espírito Santo.

Enquanto se comunicava com o apresentador no estúdio, o repórter foi abordado por ocupantes de um veículo na entrada no bairro Santos Dumont, em Vitória, nas proximidades da Delegacia Patrimonial.

Eles disseram que iriam “matar todo mundo” e ordenaram que a equipe desligasse a câmera. Neste momento, a transmissão foi interrompida.

Este é mais ataque inadmissível ao trabalho da imprensa por grupos armados que ocupam comunidades da Grande Vitória.

Nossas entidades exigem do governo do Estado segurança de trabalho para os jornalistas e também para os moradores dessas regiões, que sofrem com a falta de segurança e de políticas públicas e sociais.

É inaceitável que este tipo de ocorrência tenham se tornado uma prática, visto que recentemente um veículo da mesma emissora foi incendiado na mesma região.

O Sindjornalistas e a Fenaj reiteram que qualquer ataque à imprensa é um ataque à democracia e não pode, em hipótese alguma, ser aceito pela sociedade. Cobram ainda da Secretaria de Estado da Segurança Pública que os responsáveis sejam identificados e punidos.

Manifestamos nosso apoio e solidariedade aos profissionais que sofreram este absurdo ataque no exercício de nossa profissão.