Após ameaças de paralisações, A Tribuna apresenta propostas para regularizar os atrasos

Coincidentemente, boa parte dos funcionários de A Tribuna receberam seus salários atrasados, depois de o Sindicato publicar edital convocando para deliberação por greve geral.

Na tarde desta quinta-feira(15), a direção da empresa também se reuniu com o Sindicato onde finalmente apresentou dados quanto a grave crise que enfrenta e as ações que estão sendo desenvolvidas para regularizar os pagamentos.

Segundo o diretor financeiro Isaias Fraga, a empresa já está operando com um dos CND e finalizando o processo de regularização de outro, o que garantiu o retorno das verbas publicitárias do setor público e a participação em licitações de prefeituras.

Paralelo a isso, foi realizada venda de ativos da Rede Tribuna o que contribuiu para melhorar as contas.Foram vendidos imóveis residenciais e comerciais.

Explicaram que já estão utilizando um financiamento junto ao Banestes via linha de crédito e feita uma consulta de antecipação de verbas com o SBT, infelizmente, negada.

A expectativa é que no próximo mês a empresa reduza os atrasos com o retorno das verbas publicitárias e demais ações realizadas.

Quanto ao Grupo Nassau, foi garantido que não há interferência na gestão financeira da Rede Tribuna e que não existe, até o momento, nenhuma perspectiva de vender a Rede Tribuna e/ou outra empresa do grupo.

Quanto a demissões, reforçaram que as últimas foram pontuais e estão atuando para não haver mais nenhum corte.

O Sindicato solicitou ainda várias informações. O diretor financeiro se comprometeu em nos repassar estes dados e a empresa vai estudar, ainda esta semana, a proposta dos jornalistas – feita em assembleias – de o pagamento ser realizado em parcela única, caso não hajam mais atrasos.

Também foi questionado quanto a mudança ilegal na remuneração dos substituídos, o que é um descumprimento da Convenção Coletiva de Trabalho e da legislação vigente.

Diante disso, o Sindicato remarca a assembleia para a próxima quinta-feira (23), às 14h, para que tenhamos todas as respostas da empresa em mãos e possamos prosseguir com andamento das ações a serem tomadas.

Clique aqui e confira o inteiro teor do documento entregue à direção.