Assembleia com os jornalistas da Rede Tribuna nesta segunda-feira (22/4)

 

Além da Assembleia Geral Extraordinária para definir a campanha salarial 2019/2020, o Sindicato dos Jornalistas vai realizar nesta segunda-feira (22/4) uma Assembleia exclusiva com os profissionais da Rede Tribuna.

A Assembleia terá a primeira chamada às 12 horas e a segunda convocação às 12h30 na sede do Sindipúblicos, sito na Rua Gama Rosa, 111 – Centro, Vitória – ES.

Os profissionais vão discutir e deliberar sobre a seguinte ordem do dia: pauta de reivindicação, pagamentos parcelados (quinzena) e atrasos nas verbas salariais, mobilização da categoria e informes.

A Assembleia é aberta a jornalistas sindicalizados e não sindicalizados.

O Sindicato tem acompanhado com preocupação a crise de gestão financeira do Grupo Nassau, ao qual pertence a Rede Tribuna, o que vem ocasionando perdas irreparáveis à uma das principais empresas de comunicação no Estado.

É preciso que se avalie as medidas a serem tomadas para garantir os direitos aos trabalhadores.

Entendemos que é fundamental um ‘choque de gestão’ e que a Justiça resolva os problemas entre os herdeiros, já relatados em reportagem do Valor em 14 de setembro de 2018, e que têm afetado o gerenciamento da Rede.

Nos meses de março e abril deste ano, a empresa atrasou o pagamento da quinzena que, conforme habitualidade, é feito todo dia 15. Em março, o atraso foi de oito dias e, este mês, de um dia.

Mesmo diante de contatos constantes do Sindicato dos Jornalistas, por telefone, Whatsapp e inclusive em reunião presencial, a empresa nunca fornece informações precisas sobre o pagamento, o que prejudica os jornalistas que já têm compromissos financeiros assumidos e contam com este recurso. Alguns profissionais relatam inclusive, o desejo de que o pagamento seja feito em parcela única, até o 5° dia útil de cada mês.

Devido a atrasos ocorridos anteriormente, já tramita na Justiça outra ação para devida responsabilização da empresa diante aos constantes atrasos salariais, bem como parcelamento de verbas rescisórias e outras irregularidades trabalhistas.