Campanha salarial 2014 – Jornalistas não aceitam proposta patronal e marcam nova rodada de negociação

Nesta quinta-feira (17), a partir das 14horas, na sede do Sertes, está marcada mais uma rodada de negociação entre o Sindicato dos Jornalistas ((Sindijornalistas) e os representantes dos Sindicatos patronais Sertes e Sindijores.

Na reunião, os jornalistas esperam ouvir uma nova proposta do lado patronal que já foi informado sobre o resultado da última assembleia da categoria, realizada no dia 09/07, que recusou os 7% de reajuste salarial, (5.81% de reposição da inflação do período, mais 1.19% de ganho real) oferecidos pelas empresas de comunicação.

Os jornalistas consideraram que a proposta dos patrões inviabiliza a recuperação da massa salarial da categoria que hoje tem uma perda histórica de quase 16% no seu poder de compra, índice acumulado nos últimos 14 anos.

A assembleia manteve as reivindicações de reajuste salarial 8.81% e pagamento de tíquete alimentação de 15 reais dia. Os jornalistas não aceitam a recusa das empresas A Gazeta e A Tribuna de não concessão aos seus profissionais de tíquetes alimentação, benefício já recebido pelos trabalhadores da TV Vitória, TV Capixaba, TVE e site ESHoje.

Os jornalistas também definiram na assembleia apoiar a mobilização dos radialistas que estão em estado de greve por melhores salários e concessão de tíquete alimentação aos trabalhadores das Rede Gazeta e Tribuna.