CONTRA A ABERTURA DE SHOPPINGS E PELO LOCKDOWN: NOSSOS MORTOS TÊM VOZ E NÓS TAMBÉM

MANIFESTO CONTRA A ABERTURA DE SHOPPINGS E PELA ADOÇÃO DO LOCKDOWN: NOSSOS MORTOS TÊM VOZ E NÓS TAMBÉM

Neste momento em que o Brasil é considerado epicentro global da pandemia do novo coronavírus, com 25 mil mortos pela Covid-19 (dados de 29 de maio) e os números subindo, em que o Espírito Santo registra praticamente 90% dos leitos ocupados e 569 mortes, sendo 122 delas nos últimos seis dias, é extremamente grave que o governo estadual pense em autorizar a reabertura de shoppings centers. Causa espanto que o governador não considere a Nota Técnica nº3, emitida do Núcleo Interinstitucional de Estudos Epidemiológicos (NIEE), coordenado por pesquisadores da UFES e do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), e que subsidia tecnicamente a Sala de Situação de Emergência em Saúde Pública do governo do Estado. A nota alerta que, se nada for feito para manter o isolamento social, o estado perderá, até 15 de junho, pelo menos 1.327 vidas para a Covid 19.

Por isso, nós, pessoas, entidades de classe e sindicais e do movimento social e estudantil nos posicionamos contra a abertura do comércio, especialmente shoppings centers, e exigimos a adoção do lockdown. Em 18 dias de abertura parcial do comércio, iniciada em 11/05, até 29/05, tivemos 5.893 novos casos, com óbitos em crescimento também. A abertura de shoppings pode ampliar ainda mais a estimativa de mortes feitas pelo NIEE. Isso porque, só para citar um dos hospitais da rede de atendimento, o Dório Silva, no seu Boletim Epidemiológico Covid 19, atualizado às 12h de 30/05 (material que fica visível na unidade), está com 89,36%% de seus leitos de UTI ocupados. Significa dizer que o corpo médico pouco conseguirá fazer para salvar vidas. Não há capacidade de atendimento. Não há mágica, nem esforço pessoal e coletivo para dar conta da tragédia anunciada. Só a prevenção e a ciência levada a sério pelos governantes evitarão que milhares de capixabas percam a vida.

É lamentável, triste e apavorante que justamente neste momento, o governo estadual pense em afrouxar as medidas de isolamento social, sucumbindo à pressão de empresários e grupos de extrema direita que vociferam contra o isolamento social, demonstrando que não possuem nenhum respeito ou sensibilidade diante da dor e das mortes causadas pela pandemia. Quando a razão cedeu à sandice e a ignorância tomou o lugar do conhecimento? Será que as centenas de corpos sepultados no ES não significam nada para quem governa? Será que consideram pouco o número de mortos e de pessoas contaminadas no Estado? Será que a vida de dona Sueli, de Joelma e de tantas outras pessoas não significam nada para quem foi eleito pelo voto do povo? Será que o sofrimento de milhares de pessoas que não têm um lugar adequado para fazer o isolamento necessário, no caso de contaminação, não faz diferença para os gestores públicos? Do que adianta ter cientistas auxiliando com dados a Sala de Situação de Emergência se não os consideram?

O Espírito Santo deveria ir além e dar exemplo de como salvar vidas, mas prefere ceder à pressão econômica. Poderia, como foi feito pelo consórcio de governadores do Nordeste, que, no final de março, formou um comitê científico. Além do lockdown, o comitê criou um aplicativo, o Monitora, que mostra em tempo real onde estão os casos suspeitos. Com isso, atuaram na base, nos bairros, enviando equipes (incluindo agentes de saúde da família), realizando testes, entrevistas aprofundadas, para ver se a pessoa realmente estava com o novo coronavírus. A partir daí, instruíam como deveria se comportar, se tratar e, se fosse necessário, encaminha-la ao hospital. O Espírito Santo, além de uma curva ascendente de contaminação, já ultrapassou o limite de 80% dos leitos ocupados. Portanto, já deveria ter adotado o lockdown e outras medidas mitigadoras.

Nossos pensamentos estão voltados para a recuperação do governador e dos seus familiares, bem como de todas as pessoas infectadas no Estado e às famílias enlutadas. Não é preciso lembrar às autoridades que mortos não votam, mas seus familiares sim. O governante que desafiar a ciência, sucumbir aos apelos de empresários e negacionistas estará fadado à vala comum da história. Nossos mortos têm voz e nós também!

 

ASSINAM:

  1. ADAHIR CRUZ – PASTOR DA IGREJA METODISTA E MILITANTE DE DIREITOS HUMANOS
  2. AFIRMAÇÃO REDE DE CURSINHOS POPULARES
  3. AMACENTRO
  4. Ana Carolina Galvão
  5. Ana Heckert
  6. Ana Rita Esgário
  7. ANDRÉ LOPES – VEREADOR DE CARIACICA (PT)
  8. ARLINDO VILLASQUI
  9. ARTICULAÇÃO DOS POVOS E ORGANIZAÇÕES INDÍGENAS DO NORDESTE, MINAS GERAIS E ESPÍRITO SANTO (APOINME)
  10. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE JURISTAS PELA DEMOCRACIA (ABJD/ES)
  11. ASSOCIAÇÃO DE JUÍZES PARA A DEMOCRACIA (AJD/ES)
  12. ASSOCIAÇÃO DE MULHERES UNIDAS DA SERRA (AMUS)
  13. ASSOCIAÇÃO DOS DOCENTES DA UFES (ADUFES)
  14. ASSOCIAÇÃO INDÍGENA TUPINIQUIM E GUARANI (AIGT)
  15. ASSOCIAÇÃO INTERMUNICIPAL AMBIENTAL EM DEFESA DO RIO FORMATE E SEUS AFLUENTES (ASIARFA)
  16. ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS AGRÁRIOS – SEÇÃO ES
  17. ASSOCIAÇÃO PADRE GABRIEL MAIRE EM DEFESA DA VIDA (APGM)
  18. BABALORIXÁ ROGÉRIO DE YANSÃ
  19. BARBARA HORA
  20. Brigadas Populares
  21. CAEL – LETRAS – IFES
  22. CDDH DOM TOMAS BALDUINO
  23. CDDH SERRA
  24. CEADH VALDICIO BARBOSA
  25. CEJUVES- CONSELHO ESTADUAL DE JUVENTUDES -ÉS
  26. Centro Acadêmico da Licenciatura em Matemática IFES/Vitória (Calimat)
  27. CENTRO ACADÊMICO PROFESSOR MARCELO MINOZZO ENGENHARIA DE PESCA DO IFES – CAMPUS PIÚMA
  28. CENTRO DE APOIO AOS DIREITOS HUMANOS (CADH)
  29. CENTRO DE ESTUDOS BÍBLICOS DO ES (CEBI)
  30. CÍRCULO PALMARINO
  31. CLAUDIO VEREZA – COORDENADOR ESTADUAL DE FÉ E POLÍTICA DO ES
  32. COLETIVO AFOXÉ – COLETIVO DE MULHERES NEGRAS DO CENTRO DE VITÓRIA
  33. COLETIVO DE ESTUDOS DA CONJUNTURA
  34. COLETIVO DE MULHERES DONA ASTROGILDA
  35. COLETIVO DO BECO
  36. COLETIVO MÃES EFICIENTES
  37. Coletivo Negro Agbára Ayó
  38. COLETIVO PAJEÚ
  39. COMUNIDADE PRESBITERIANA DE VITÓRIA – REVERENDO CLÁUDIO SOARES CHAGAS
  40. CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DO CAMPO (COMECES)
  41. CONSELHO NACIONAL DAS IGREJAS CRISTÃS – CONIC
  42. Conselho Nacional de Ensino Religioso do Espírito Santo (CONERES)
  43. CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DO ES – 16ª REGIÃO
  44. CONSELHO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL 17ª REGIÃO (CREES/ES)
  45. COORDENAÇÃO QUILOMBOLA ESTADUAL ZACIMBA GABA
  46. CURSINHO POPULAR TEREZA DE BENGUELA
  47. CUT/ES
  48. DCE FABRA
  49. DEPUTADA ESTADUAL IRINY LOPES (PT/ES)
  50. DEPUTADO FEDERAL HELDER SALOMÃO (PT/ES)
  51. DIRETÓRIO ACADÊMICO “RUBENS PAIVA” – IFES ALEGRE
  52. DIRETÓRIO ACADÊMICO ZACIMBA GABA – IFES VILA VELHA
  53. DIRETÓRIO CENTRAL DOS ESTUDANTES (DCE) DA UFES
  54. Edilson Lenk – jornalista
  55. ELIÉZER DE ALBUQUERQUE TAVARES
  56. FABIANA ROCHA DA FONSECA
  57. FÁBIO LUCIO BARROS DE OLIVEIRA
  58. FÁBIO VEIGA
  59. FASE/ES
  60. FESTIVAL FICO EM CASA
  61. FÓRUM CAPIXABA DE HOMENS PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER
  62. FÓRUM CAPIXABA DE LUTAS SOCIAIS
  63. FÓRUM DE MULHERES ES
  64. FÓRUM ESTADUAL LGBT/ES
  65. Fórum Nacional de Mulheres Negras (FNMN/ES)
  66. GEOVANE JOSE DE OLIVEIRA – ARQUIVISTA
  67. GILMAR FERREIRA – MILITANTE DE DIREITOS HUMANOS
  68. GRÉMIO DO IFES NOVA VENÉCIA
  69. GRÊMIO NELSON REIS – IFES DE PIÚMA
  70. GRÊMIO PAULINO F. PRATES – IFES CAMPUS MONTANHA
  71. GRÊMIO PEDRO LUCAS SAAR DIAS – IFES CAMPUS CENTRO SERRANO
  72. GRÊMIO RUI BARBOSA – IFES DE VITÓRIA
  73. GRUPO DE MILITANTES DE JARDIM DA PENHA
  74. GRUPO ECOS DE GABY
  75. HILVANO DA SILVA ROSA
  76. INSTITUTO ELIMU PROFESSOR CLEBER MACIEL
  77. INSTITUTO RAÍZES
  78. IRENE LÉIA BOSSOI – MILITANTE DO MOVIMENTO AMBIENTAL DE VILA VELHA
  79. Irmã Rita Cola
  80. irmãs Missionárias Agostinianas Recoletas (MAR)
  81. IVELISE GUASTI
  82. IVONETE MARIA DA SILVA – MILITANTE DOS DIREITOS HUMANOS
  83. IZANILDO SABINO – MILITANTE DO MOVIMENTO AMBIENTAL DE VILA VELHA
  84. LUIZ CARMINATTI
  85. LENA AZEVEDO – JORNALISTA
  86. Magno Pires
  87. MANFREDO
  88. MARCELÃO FREITAS – EX-VEREADOR DE VITÓRIA
  89. MARCHA MUNDIAL DAS MULHERES
  90. MARILENE APARECIDA PEREIRA
  91. MARINA DE OLIVEIRA – PASTORAL OPERÁRIA ES.
  92. MISSÃO BOM PASTOR – IGREJA ANGLICANA DO BRASIL EM VITÓRIA
  93. MNDH/ES
  94. MOVIMENTO COMUNITÁRIO DA FONTE GRANDE
  95. MOVIMENTO DOS ATINGIDOS POR BARRAGENS/ES (MAB)
  96. MOVIMENTO DOS PEQUENOS AGRICULTORES (MPA)
  97. MOVIMENTO DOS TRABALHADORES RURAIS SEM TERRA (MST)
  98. MOVIMENTO KIZOMBA
  99. MOVIMENTO NACIONAL QUILOMBO RAÇA E CLASSE ES
  100. MOVIMENTO NACIONAL QUILOMBO RAÇA E CLASSE ES
  101. MOVIMENTO NACIONAL RENOVA ANDES
  102. MOVIMENTO NEGRO UNIFICADO – MNU/ES
  103. MPJ EM DISPARADA-ES
  104. NÚCLEO EJA/ES (NEJA)
  105. O OBSERVATÓRIO DE DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA CRIMINAL DO ESPÍRITO SANTO (ODHES/UFES)
  106. PADRE KELDER BRANDÃO
  107. PCB/ES
  108. PERLY CIPRIANO
  109. Professor Roberto Martins (Rede) – vereador de Vitória
  110. PSOL-ES
  111. PT/ES (DIRETÓRIO ESTADUAL)
  112. PÚBLICA – CENTRAL DO SERVIDOR
  113. RADAR CENTRO
  114. RAPHAEL REIS DIRETOR DA UNE
  115. ROGERIO FAVORETTI – ADVOGADO
  116. SANDRERA
  117. SINDICATO DOS FERROVIÁRIOS DO ES/ MG
  118. SINDICATO DOS JORNALISTAS DO ESPÍRITO SANTO (SINDIJORNALISTAS/ES)
  119. Sindicato dos Psicólogos no Estado do Espírito Santo (SINDPSI-ES)
  120. SINDICATO DOS TÉCNICOS DE SEGURANÇA DO TRABALHO NO ESPIRITO SANTO (SINTESTES)
  121. SINDICATO DOS TÉCNICOS DO ESPÍRITO SANTO – SINTEC
  122. SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TELECOMUNICAÇÕES NO ES (SINTTEL/ES)
  123. SINDICOMERCIÁRIOS
  124. SINDIMETAL
  125. SINDIPÚBLICOS
  126. SINDPREV/ES
  127. SINDSAÚDE/ES
  128. SINFES – SINDICATO DOS FARMACÊUTICOS NO ESTADO DO ES
  129. SINTUFES
  130. ssociação de Moradores do Parque Moscoso (Ampar)
  131. SUELY SIMONASSI – MILITANTE DOS DIREITOS HUMANOS
  132. SUZANA TATAGIBA – JORNALISTA
  133. União de Negros e Negras pela Igualdade (UNEGRO-ES)
  134. UNIÃO NACIONAL DOS ESTUDANTES (UNE)
  135. UNIÃO NACIONAL POR MORADIA POPULAR (UNMP)
  136. WALQUIRIA ANA SOARES – MILITANTE DO MEIO AMBIENTE DE VILA VELHA.