“Defesa de direitos de LGBTQIA+ é uma pauta urgente”, destaca Andressa Moreno

A jornalista Andressa Moreno (PP) disputou pela primeira vez uma eleição. Ela concorreu a um cargo de vereadora na capital. Andressa conta que decidiu disputar uma vaga no legislativo por ser ativista de direitos humanos e coordenar um coletivo chamado Associação Diversidade tem Voz e tem por objetivo lutar pelos direitos iguais de todos, independente de raça, gênero, condição social, física ou intelectual.  “Entendemos que nosso trabalho precisa ser ampliado para a esfera política. Não tem jeito, é na política que conseguimos avançar em melhorias para todos.”

Abaixo, Andressa Moreno explica sua decisão de concorrer.

Minha pauta foi direcionada aos valores que defendo, especialmente à defesa de direitos de LGBTQIA+, que mostra-se uma pauta urgente em nossa sociedade. Muitos LGBTQIA+ são assassinados anualmente, pais abandonam filhos ainda menores de idade por sua condição de gênero e os transexuais não conseguem emprego mesmo tendo capacidade, por puro preconceito. Já passou da hora de mudar essa realidade, especialmente em Vitória que tem representantes na Câmara Municipal ligados à denominações religiosas e que misturam suas crenças com política, evitando que os direitos de todos sejam garantidos.

Entendo que mulheres precisam estar inseridas nos processos políticos e de poderes do Estado. Somos maioria da população, mas ainda estamos lutando por estes espaços dominados pelos homens. Acredito que como jornalistas, podemos também representar os interesses da categoria ao conseguirmos ser eleitas.

Quero destacar que a candidatura ainda é uma experiência difícil e pesada para as mulheres.  Brigamos o dobro por respeito, para sermos ouvidas, e, diariamente no período de campanha, respondemos acusações e “piadinhas” por sermos mulheres enfrentando o pleito, mas entendo que conquistamos muito e não podemos desistir. Estou muito feliz que conseguimos eleger duas mulheres que têm compromisso com os direitos humanos para a próxima legislatura.