Emissão de carteira de jornalista suspensa temporariamente

A carteira de identificação profissional dos jornalistas deixará de ser emitida em papel para ser em cartão, confeccionado em plástico rígido. Em decorrência da  mudança, a emissão do documento fica suspensa até o final de setembro, data prevista para que o novo modelo chegue ao Sindicato. A decisão da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) – responsável pela emissão da carteira – visa dar mais segurança e durabilidade ao documento, que  passa a ter validade de três anos, a contar da data de sua emissão.