Empresas são notificadas sobre a cobertura das eleições na pandemia

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Espírito Santo (Sindijornalistas/ES) notificou, por meio de ofício, nesta sexta-feira (13/11), empresas contratantes de jornalistas quanto à atuação da categoria durante a pandemia de Covid-19 e, especialmente, no período eleitoral.

Diante da cobertura das eleições o sindicato recomenda o máximo esforço por parte das empresas e da Justiça Eleitoral em garantir todas as medidas preventivas contra o coronavírus. Dentre elas, orienta especial atenção em relação a reportagens in-loco em seções eleitorais, locais de apuração, comitês partidários, hospitais e outros de possível aglomeração.

Destaca ainda a necessidade de reforço na higienização de equipamentos e ambiente de trabalho; disponibilização de álcool 70%, máscaras e face shield em quantidade suficiente; dentre outras.

O Sindijornalistas reforça a necessidade de estender o  teletrabalho aos profissionais dos setores em que as demandas podem ser realizadas e, também, em especial para maiores de 60 anos; portadores de doenças crônicas e para quem convive com familiares do grupo de risco.

Cabe salientar que a Covid-19 é considerada doença ocupacional e figura como acidente de trabalho quando os trabalhadores são expostos ao risco de contágio por parte das empresas. O Sindjornalistas defende que o maior número possível de trabalhadores possa desenvolver suas atividades remotamente evitando, assim, maior risco de contaminação.

O sindicato reitera que, por lei, a atividade da imprensa é considerada essencial à sociedade e se coloca à disposição da categoria para informações necessárias sobre as questões relacionadas ao trabalho na pandemia.

Veja o ofício: