Jornalismo capixaba perde um de seus pioneiros

É com pesar que o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Espírito Santo (Sindijornalistas) comunica a morte de Stenka do Amaral Calado.

Stenka morreu por insuficiência respiratoria, consequência de um câncer no pulmão, na madrugada do sábado (21) no Hospital Cardoso Fontes, no Rio de Janeiro, onde estava internado.

Filiado ao Sindijornalistas, o jornalista iniciou sua carreira no jornal do Partido Comunista Brasileiro(PCB), passou por vários jornais da imprensa nacional, como Imprensa Popular, O Globo, Tribuna de Imprensa, Estado de São Paulo e Folha de São Paulo.

Também atuou no Correio da Manhã, Correio Brasiliense, Rádio e TV Tupi e em empresas de assessorias de imprensa. No Espírito Santo, trabalhou em A Tribuna, na década de 1980. Em 2000, ao lado de Rogério Medeiros, fundou a revista Século, que em 2000 originou o jornal eletrônico Século Diário, onde atualmente era editor.

O Sindijornalistas se solidariza com familiares e amigos.

Conheça um pouco da biografia de Stenka do Amaral no especial de Século Diário:

http://www.seculodiario.com.br/exibir_not.asp?id=61782