MEC homologa novas Diretrizes Curriculares Nacionais de Jornalismo

Após 4 anos de luta das entidades do campo do Jornalismo, as novas Diretrizes Curriculares Nacionais em Jornalismo foram homologadas pelo ministro da Educação, Aloísio Mercadante. A homologação foi publicada no Diário Oficial da Uniãodo dia 12 de setembro. As entidades vão buscar solucionar dúvidas dos professores e cursos de Jornalismo, bem como acompanharão o processo de transição.

Elaborada em 2009 por uma comissão de especialistas indicada pelo MEC e composta por José Marques de Melo (que a presidiu), Alfredo Vizeu, Carlos Chaparro, Luiz Gonzaga Motta, Lucia Araújo, Sergio Mattos, Sônia Virgínia Moreira e Eduardo Meditsch (que representou a FENAJ), a proposta foi formulada a partir de uma consulta pública pela internet e três audiências públicas que contaram com a participação da comunidade acadêmica, profissionais, empresas do setor e representantes de entidades da sociedade civil. Neste processo, o Fórum Nacional de Professores de Jornalismo), a SBPJor (Associação Brasileira de Pesquisadores de Jornalismo) e a Intercom (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação) atuaram conjuntamente em defesa de suas propostas.

Desde 2010 a proposta tramitava no Conselho Nacional de Educação (CNE). A aprovação pela Câmara de Ensino Superior do Conselho Nacional da Educação ocorreu em fevereiro. As Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Jornalismo definem as políticas, o processo pedagógico, o perfil técnico e a filosofia de formação dos cursos.

“As novas diretrizes reproduzem, em grande parte, o Programa de Qualidade do Ensino de Jornalismo que a FENAJ elaborou e defendeu juntamente com entidades como o FNPJ, a SBPJor e a Intercom. Temos que parabenizar e comemorar o resultado desta parceria e esforço coletivo para qualificar o ensino de Jornalismo”, considera o presidente da FENAJ, Celso Schröder.

Com a aprovação das DCNs dos Cursos de Jornalismo, aguarda-se, agora, a definição do MEC quanto ao prazo para sua implantação. As entidades do campo do Jornalismo já se preparam para coletar dúvidas de professores e coordenações dos Cursos para procederem as devidas consultas junto ao MEC.