Movimentos sociais preparam o Grito dos Excluídos 2009

Quem não se conforma com as condições precárias de vida da maioria da população; com o desrespeito ao meio ambiente; e com a política econômica que privilegia o capital financeiro em detrimento dos direitos sociais básicos está convidado a participar do Grito dos Excluídos 2009. A manifestação será realizada no dia 7 de setembro, com concentração a partir das 8 horas, na Praça dos Namorados, e uma caminhada, a partir das 9 horas, pela Enseada do Suá.

Arquidiocese de Vitória, movimentos populares e sindicatos organizam o evento, que será realizado paralelamente ao Desfile do 7 de Setembro. “Vamos lavar as escadarias da Assembléia Legislativa, do Tribunal de Contas e do Tribunal de Justiça em protesto contra a corrupção”, informou o presidente do Sindicato dos Bancários/ES, Carlos Pereira de Araújo (Carlão).

O Grito 2009 adotou o tema da Campanha da Fraternidade, “Vida em primeiro lugar”, e o lema “A força da transformação está na organização popular. Na caminhada, as instituições participantes estarão divididas em três blocos: um sobre políticas públicas (saúde, educação, segurança, habitação etc); outro em defesa do desenvolvimento sustentável; e o terceiro sobre política econômica, em defesa do emprego e contra a precarização do trabalho.

Esperança

Para o padre Kelder Brandão, da Arquidiocese de Vitória, o Grito é uma oportunidade de mostrar toda a indignação e também fé, coragem, compromisso com as lutas populares. “Ao invés de ver e aplaudir tanques, canhões, metralhadoras, fuzis e outras armas que ferem e matam, vamos levar para a rua alegria e nossa vontade de ver a vida sendo gerada e defendida”, afirma o padre.

Fonte/texto:  http://www.bancarios-es.org.br/paginas/noticias_template.aspx?cd_notic=4074