Nota de apoio ao jornalista Vitor Vogas e repúdio ao Governo do ES

O Sindijornalistas vem manifestar seu apoio e respeito ao trabalho desenvolvido pelo jornalista Vitor Vogas que, mais uma vez, teve uma de suas matérias questionadas indevidamente pelo Governo do Estado na figura do secretário de Estado, Tiago Hoffman.

Lamentavelmente o secretário de Estado, mesmo após ter concedido entrevista e posteriormente reafirmado suas declarações ao jornalista, de que o governo do Estado não concederia o direito constitucional da recomposição inflacionária este ano aos servidores, foi às redes sociais dizer que o jornal A Gazeta e o jornalista teriam distorcido as informações.

Fato esse rebatido pelo profissional que reafirma que sua reportagem foi fiel às declarações do secretário.
O governo do Estado, ao ir às redes sociais questionar indevidamente o trabalho de um profissional da imprensa mostra não apenas o desrespeito ao jornalista, mas contribui para reforçar uma era de desinformações propagadas por fake news, muitas delas, criadas pelos próprios governos.

Preocupa-se, que a postura do Governo seja de negar os direitos constitucionais, inclusive num enfrentamento com a imprensa, e divulgando informações inverídicas e imprecisas, ao justificar a não recomposição inflacionária devido a um acordo assinado pelo governo passado, sendo que o mesmo governo concedeu recomposição. Além disso, mostra-se incoerente ao usar trechos da lei para justificar a não recomposição, mas ignorar artigos da lei que proíbem, entre outros fatores, a criação de de novos cargos, como autorizado para o Ministério Público (MP-ES) e/ou a contratação de anúncios publicitários que não sejam de utilidade pública.

Reafirmamos assim o nosso apoio ao jornalismo ético, responsável e transparente, como desenvolvido pelo jornalista Vitor Vogas; o apoio aos servidores públicos estaduais que estão reivindicando, apenas um direito constitucional e nosso total repúdio ao Governo do Estado que desrespeita a atuação da imprensa e os seus servidores.

Diretoria do Sindijornalistas