Patrões mantêm proposta que não chega nem perto de repor perdas de 19,21%

Nesta quinta- feira, dia 02/06,  o Sindijornalistas se reuniu com o patronato local que mantém uma proposta que não chega perto, nem sequer, da perda inflacionária da categoria, de 19,21%. Este índice de reajuste é de maio de 2019 a abril de 2022, já descontados os 4% que as empresas pagaram em 2021.
 .
.
A proposta apresentada pelos patrões apresenta a possibilidade de incluir o ticket alimentação no valor ínfimo de R$ 200 para as empresas que ainda não concedem, além de apresentar duas alternativas a serem escolhidas pelas empresas, invertendo a lógica da negociação, uma vez que deixa a critério do patronato a decisão do que for melhor somente para as empresas.
.
.
As propostas apresentadas pelas empresas foram:
 .
.
Para empresas que não fornecem ticket reajuste linear em primeiro de maio de 2022 de 6% os salários bases e pisos vigentes em 30/04/2022, mais a concessão de ticket alimentação no valor de R$ 220 líquido por mês por empregado, excetuando os casos de suspensão do contrato de trabalho, por qualquer motivo. O ticket será concedido a partir do mês subsequente a assinatura da CCT devido às providências internas que serão necessárias para disponibilizar o ticket.
 .
.
Para empresas que já fornecem ticket reajuste linear a partir de 1/052022 de 6% sobre o salários bases e pisos vigentes em 30/04/2022 mais um reajuste de 30% sobre o valor do ticket atualmente concedido
 .
.
Ou
 .
.
Reajuste linear, em 1/05/2022, de 6% sobre o salários bases e pisos salariais vigentes em 30/04/2022. Adicionalmente reajuste (ou seja recomposição da perda salarial) de 2% em novembro de 2022 e e fevereiro de 2023 o reajuste (ou seja recomposição da perda salarial) 2%.
 .
.
Ficará exclusivamente a critério de cada uma das empresas a opção pela alternativa 1 ou 2, sendo que a opção por uma das alternativas exclui a outra, sendo que em hipótese alguma serão concedidas as alternativas cumulativamente.
 .
.
Por assim entender e defender, o Sindijornalistas irá continuar as negociações e convoca toda a categoria a participar da defesa de seus direitos que, incluem, obviamente o direito à reposição das perdas da inflação!!! Sindijornalistas, na luta, SEMPRE!!!!