Projetos aprovados em lei de incentivo a cultura de Vila Velha contará com assessoria de imprensa


Os artistas, intelectuais e empreendedores culturais de Vila Velha, que tiverem seus projetos aprovados na Lei Vila Velha Cultura e Arte, deste ano, vão poder contar com assessoria de imprensa. A iniciativa é inédita e visa oferecer aos artistas um trabalho qualificado na divulgação de suas obras e produções. A proposta foi defendida pelo Conselho Municipal de Cultura, junto à Secretaria de Cultura de Vila Velha e aprovada.

O jornalista e vice-presidente do Conselho Municipal de Cultura – Doca Loureiro, um dos principais articuladores da iniciativa, e de sua aprovação, observa que a medida era necessária , e está sendo bem recebida no meio artístico canela-verde. “O artista depois que tem o seu projeto aprovado, ele tem que executá-lo, e em seguida fazer o lançamento da obra. As leis de incentivo à cultura, em geral, sempre exigem ampla divulgação na imprensa, e isso requer uma competência que o artista não domina. Então o empreendedor cultural, o artista, fica meio perdido e sobrecarregado. E na dependência de relações de amizade que ele possa ter com algum profissional da imprensa. Ou, se não tem, ele mesmo tem que fazer a sua mídia e não consegue fazer da forma correta. E as coisas não podem funcionar mais assim, na base de soluções amadoras e caseiras . Aí, justo na hora em que o artista, que o empreendedor cultural , finaliza a sua obra, quando vai coroar o seu trabalho, ele tem que fazer uma divulgação meia – sola para imprensa e para sociedade ”.

O Sindicato dos Jornalistas do Espírito Santo, também vê na medida aspectos positivos. A dirigente do sindicato e integrante do Conselho Fiscal, Glaucia Regina Loriato, destaca a importância da qualificação profissional e da transparência com o dinheiro público. “Vemos que a iniciativa é positiva, pelo fato de atender uma necessidade dos profissionais artistas, que vão ter a divulgação de seu trabalho feita por profissional capacitado. É inconcebível que haja um artista ou a obra dele , totalmente desconhecidos pelo público. Por valorizar o trabalho do jornalista- assessor de imprensa, devidamente qualificado e formado. Ela é também positiva, sobretudo, no aspecto da transparência com o dinheiro público, uma vez que os recursos saem dos cofres púbicos, ou são abatidos nos impostos do contribuinte, é necessário saber muito bem como foi aplicado. Assim, todo o processo da produção gerada pela Lei de incentivo, da aprovação do projeto à finalização com o lançamento da obra, vai ganhar uma visibilidade mais qualificada. Além da arte e da cultura, ganha o empresário, o cidadão,o contribuinte, os profissionais envolvidos, a sociedade como um todo”.

A Lei Vila Velha Cultura e Arte da Prefeitura de Vila Velha esta com as inscrições abertas desde o dia 17 de janeiro, e vão até 5 de março. Elas podem ser feitas na Prefeitura, no setor de Protocolo Geral. O valor destinado para este ano é de um milhão e duzentos mil reais. Os projetos receberão 75% do valor diretamente do município que serão depositados em conta específica do empreendedor cultural e os restantes 25%, serão de créditos inscritos de dívida ativa (ou seja, já negociada com o município) . O incentivo abrange as áreas de música, teatro , cinema artesanato, congo, e patrimônio histórico, fotografia, vídeo, literatura, artes plásticas, História, capoeira, folclore, entre outras.

Outra alteração da lei de incentivo cultural da Prefeitura de Vila Velha, deste ano, é que ela exclusiva para empreendedores culturais residentes no município canela-verde.

Serviço

Informações pelo site da PMVV/Secretaria de Cultura: www.vilavelha.es.gov.br

Prefeitura de Vila Velha- Av. Santa Leopoldina, nº840, Coqueiral de Itaparica