Rede Gazeta é notificada por desrespeitar jornalistas assessores de imprensa

O Sindicato dos Jornalistas notificou nesta segunda-feira, 28/11, a Rede Gazeta por descumprimento de preceitos éticos da categoria e desrespeito a jornalistas assessores de imprensa.

Apesar de saber que os profissionais jornalistas que atuam como assessores de imprensa não possuem poder de decisão, a empresa tem atribuído a esses essa responsabilidade.

Recentemente, o jornal A Gazeta em duas matérias citou nominalmente profissionais de um órgão público que não tiveram autonomia para encaminhar os dados solicitados pela empresa jornalística.

Segundo os jornalistas assessores de imprensa, diferente do relatado por A Gazeta, eles não só atenderem os repórteres como ficaram por quase uma hora na linha telefônica explicando todo o caso, mas que por determinação da diretoria do órgão, não tinham autorização para encaminhar os dados solicitados.

Também orientaram que por se tratar de órgão público, os jornalistas poderiam utilizar da Lei de Acesso a Informação (LAI) encaminhando a requisição formal dos dados junto à diretoria do órgão. No entanto, A Gazeta preferiu fazer uma matéria citando os assessores e ainda colocando que os mesmos não tinham dado retorno à equipe de reportagem.

No ofício enviado à Rede Gazeta, o Sindicato dos Jornalistas reforça que citar nomes de jornalistas assessores como fontes que decidem ou não sobre o retorno da demanda solicitada, caracteriza-se como uma prática que fere os bons princípios éticos, e de convivência entre os jornalistas, além de causar prejuízo à imagem dos profissionais.

Também solicita que a empresa jornalística reveja essas determinações, colocando apenas “assessoria de imprensa do órgão” ou o nome dos gestores diretamente responsáveis pelos órgãos.

O que não pode é a empresa omitir o nome dos gestores e atribuir ao jornalista uma responsabilidade que não lhe cabe. O que além de ser um desrespeito para com o profissional é um erro de informação.