Rede Tribuna demite 16 nas redações, 15 dias após cortar salários

Em meio à pandemia do novo coronavírus, quando a imprensa é declarada como atividade essencial, quando os governos federal e estadual anunciam incentivos para que as empresas não demitam trabalhadores, a Rede Tribuna (Nassau Editora Rádio e TV LTDA) demite profissionais.
.
.
.
Nesta quarta-feira (29/4), sete profissionais foram demitidos na redação do jornal impresso A Tribuna (entre repórteres, redatores, editores, diagramadores, e do tratamento de imagens) e oito na TV Tribuna (entre repórteres, produtores, além de estagiários), totalizando ao menos 16 demissões. Os cortes também teriam ocorrido nos setores administrativo e no parque gráfico.
.
.
.
O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Espírito Santo (Sindjornalistas/ES)  manifesta indignação, uma vez que as demissões ocorreram em redações que já atuavam no limite, com poucos profissionais para produzir um jornal diário.
.
.
.
Observamos que as demissões ocorrem apenas 15 dias após a Rede Tribuna anunciar cortes salariais de seus profissionais, sem nem sequer dar a eles a possibilidade de complementação da renda suprimida. Apesar de precarizar ainda mais as relações de trabalho, a MP 936 estabelece regras e prazos para cortes salariais.
.
.
.
Além disso, é notório o aumento do número de anúncios nas páginas do jornal impresso. Lembramos que, contrariando a Constituição Federal, em nenhum momento este sindicato foi procurado para buscar alternativas aos cortes salariais e às demissões.
.
.
.
Para os profissionais desligados, ficam as incertezas do mercado já restrito a ainda mais em um momento de pandemia. Para os que continuam nas redações, há a certeza da sobrecarga de trabalho.
.
.
.
Somados às demissões realizadas pela Rede Tribuna em janeiro deste ano,  setembro de 2016, dezembro de 2017 e abril de 2019, um total aproximado de 76 profissionais foram demitidos das redações de impresso e TV em 3 anos.
.
.
.
Comunicamos aos jornalistas que o Sindicato está à disposição para prestar os devidos e necessários esclarecimentos e informações. E que as medidas cabíveis estão sendo estudadas.