Semana Nacional de Luta mobiliza jornalistas e a sociedade de Norte a Sul

O questionamento da exigência de diploma de nível superior como requisito para o exercício do Jornalismo provocou os profissionais e segmentos da sociedade que defendem o desenvolvimento da atividade com ética e qualidade. A preparação da Semana Nacional de Luta, convocada pela FENAJ, Sindicatos de Jornalistas, entidades, instituições e movimentos sociais ganha contornos de forte resposta aos segmentos do empresariado que tratam a informação como mera mercadoria ou instrumento de manipulação de consciências. Veja, a seguir, as mobilizações já programadas em alguns estados.

Para massificar o movimento, o Sindicato dos Jornalistas do Ceará está providenciando a veiculação de 30 busdoors nas principais linhas de ônibus de Fortaleza. No dia 13 haverá ato público, a partir das 10h, na Praça da Imprensa. Em Alagoas, um ato no Bar da Comunicação, no dia 9 de agosto, precederá e lançará as atividades programadas. No dia 11, ativistas da campanha percorrerão as redações, começando às 12 h, na TV Pajuçara. No dia 12 a mobilização será no Cesmac, a partir das 18h. Haverá, também, atividades na Ufal, dia 13, das 15 às 20h, e na FITs, no dia 14, das 8 às 18h. A programação da Semana de Luta terá seu fechamento com uma manifestação em frente da OAB-AL, no dia 15/08, a partir das 14 horas.

No Espírito Santo, dia 13 de agosto haverá panfletagem de material da campanha no 4º Encontro Sustentável 2008, em Vitória. Diretores do Sindicato dos Jornalistas e estudantes farão panfletagem nas faculdades no retorno das aulas. Já em Goiás, dia 15 de agosto haverá ato público antecedendo abertura do 5º Congresso Estadual dos Jornalistas.

Também no dia 15 de agosto, ato público na praça central de Cuiabá marcará o movimento nacional no Mato Grosso. Ativistas passarão o dia na rua com banca e faixas, pegando assinaturas ao abaixo-assinado da campanha. No mesmo dia, no Rio Grande do Norte, haverá atividades com jornalistas de Mossoró.

No Rio Grande do Sul, estão programadas diversas atividades para a Semana Nacional de Luta com a participação de quase todos os 17 cursos de jornalismo do Estado. A maior concentração de ações está prevista para o dia 13 de agosto, com atos públicos, debates, manifestações e comitivas nas cidades de Porto Alegre, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Pelotas, Santa Maria, Frederico West e Passo Fundo.

Em Santa Catarina, dia 13 de agosto, haverá atividades em conjunto com as faculdades em diversas cidades do Estado. Em Chapecó, haverá aulas práticas no Centro da cidade, em Concórdia uma manifestação na Universidade do Contestado, em Lages um ato no curso de Jornalismo da Facvest. Em Criciúma, manifestação na Praça Nereu Ramos, em Itajaí manifestação no centro da cidade, em Blumenau manifestação nas escadarias da Catedral Municipal, Rua XV de Novembro, às 12h e em Florianópolis manifestação na esquina democrática, com participação dos cursos de Jornalismo da UFSC, Faculdade Estácio de Sá e Unisul. Já em Joinville, haverá manifestação e discussão sobre a importância do diploma no anfiteatro do Ielusc, com participação do presidente da FENAJ, Sérgio Murillo, dia 14, às 19h.

Sede do 33º Congresso Nacional dos Jornalistas, na cidade de São Paulo está programado para o dia 20 de agosto um ato público em frente à Superintendência Regional do Trabalho. Em outras cidades do estado estão programados debates em faculdades e atos com distribuição de materiais da campanha Nacional em defesa do Diploma e da Regulamentação da Profissão.

Em Pernambuco, dia 11 de agosto haverá mobilização pelo diploma na assembléia de aprovação da pauta da campanha salarial 2008. Dia 13 está programado ato em defesa do diploma e da regulamentação da profissão e para coleta de assinaturas ao abaixo-assinado em frente ao Tribunal Regional Federal (TRF/5ª Região), além de contatos e visitas a universidades e cursos de 11 a 17 de agosto. E no município do Rio de Janeiro estão sendo agendadas atividades em diversas faculdades. O calendário deverá ser divulgado nos próximos dias.

Em Juiz de Fora, está programada panfletagem nos cinco cursos de Jornalismo da cidade para o dia 11. Dia 12 haverá mobilização nas redações de Jornais, TVs e Rádios. E no dia 13, ato público no Parque Halfeld – centro da cidade – com coleta de assinaturas para o abaixo-assinado.

Já no Paraná, dia 12 haverá aula inaugural sobre diploma no Curso de Jornalismo da Unibrasil, às 19h30 e debate sobre a obrigatoriedade do diploma no curso de Jornalismo da PUC-PR, às 21h. E no dia 13 haverá panfletagem na Boca Maldita, no centro de Curitiba, a partir das 11h30.

Fonte: www.fenaj.org.br