Sertes propõe deixar perdas de 10,89% com os jornalistas

Propostas que representam um retrocesso, diante de todos os diálogos da Campanha Salarial deste ano, foram apresentadas pelo Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Estado do Espírito Santo (Sertes). Entre elas, deixar perdas salariais de 10,89% com a categoria.

.

A quarta rodada de negociação com o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Espírito Santo (Sindijornalistas/ES) foi realizada nesta terça-feira (19/7) e todas foram recusadas. Uma assembleia virtual será realizada com a categoria na noite desta quarta-feira (20).

.

As propostas apresentadas na ocasião pelo Sertes foram: reajuste pela inflação de 7,5% sobre os salários vigentes em 30/04/2022, com vigência em 1/07/2022; abono de 15% do salário de cada empregado, vigente em 30/04/2022 e reajuste de 6% para as demais cláusulas econômicas. O pagamento será feito na folha de pagamento de julho de 2022.

.

O Sindijornalistas/ES destaca que a perda salarial dos jornalistas capixabas de maio de 2019 a abril de 2022 é de 19,21%, considerando a reposição de 4% alcançada em 2021.

.

Observa que abono não é incorporado ao salário e aos demais direitos do trabalhador. Tal percentual (19,21%) refere-se ao reajuste pela inflação e não ao ganho real, a um aumento salarial. Com a proposta de reposição de apenas 7,5%, resta ainda uma perda salarial de 10,89% para a categoria.

.

No período apurado, maio de 2019 a abril de 2022, a categoria – considerada essencial pela legislação – não parou de trabalhar e enfrentou demissões, cortes salariais, além de ver seu poder de compra ser corroído pela inflação.

 

LINK DA ASSEMBLEIA https://meet.google.com/gxd-kqhc-kdi