29 maio Sindicato dos Jornalistas na luta pelo Fora Bolsonaro!

O sábado (29/5) foi marcado por protestos em todo o país com o movimento M29, um grito de basta ao governo do presidente Jair Bolsonaro cuja política deficitária de saúde vem contribuindo para a morte de mais de 460 mil pessoas por Covi-19 em todo o Brasil – conforme apontamentos da CPI da Covid. No Estado, manifestações políticas e culturais realizadas na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) mostraram disposição para a luta em defesa da vida  e pelo fim da política bolsonarista que se coloca contra medidas sanitárias fundamentais.

Nas ruas da capital, os pedidos foram pelo impeachment de Bolsonaro, pelo fim dos cortes das verbas para a Ufes e pela aceleração na vacinação da população brasileira. Atos marcados por recomendações sanitárias levaram milhares de pessoas às ruas das principais cidades brasileiras em defesa do direito à vacina para todos e todas e do fim da política genocida.

Participaram, em Vitória, representando o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Espírito Santo (Sindijornalistas/ES) o diretor Lucyano Ribeiro e o membro da Comissão de Ética, Thelmo Almeida.

De acordo com levantamento elaborado pelo Departamento de Saúde da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), o Brasil é o país com o maior número de mortes de jornalistas pelo novo coronavírus no mundo.

Ao todo, 169 jornalistas morreram entre abril de 2020 e março de 2021. O dossiê também mostra que, em três meses de 2021, o número de mortes supera todo o ano de 2020, quando foram registradas 78 mortes de abril a dezembro. Este ano, são 86 vítimas, percentual 8,6% maior que no total de 2020.

Ainda segundo a FENAJ 2020 foi o ano mais violento para os jornalistas, com 428 casos de ataques à imprensa – incluindo dois assassinatos – o que representa um aumento de 105,77% em relação a 2019. Para a FENAJ, o aumento da violência está associado à ascensão de Jair Bolsonaro à Presidência da República e ao crescimento do bolsonarismo.

Neste sábado, dia marcado pelos protestos, o Brasil registrou 1.971 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 461.142 óbitos desde o início da pandemia. Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h deste sábado. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.