Sindicato notifica Rede Vitória por descumprir recomendações de saúde

Apesar de passados mais de três meses do início da pandemia do novo coronavírus, algumas emissoras insistem em descumprir as recomendações médicas-sanitárias e esse é o caso da Rede Vitória.
.
.
.
Diante a várias denúncias recebidas pelo Sindijornalistas/ES em relação ao receio de mais contágio pela Covid-19 na Rede Vitória, visto que alguns profissionais já testaram positivo, o Sindicato notificou novamente a empresa para que reforce as medidas preventivas, observando os protocolos recomendados pelas autoridades sanitárias, especialmente a OMS. Vejamos:
.
.
.
– Afastamento para cumprimento de quarentena dos profissionais diretamente em contato com profissional que testou positivo, especialmente o cinegrafista que acompanhava.
.
.
.
– Seja estabelecida nova dinâmica no descarregamento/carregamento dos cartões evitando contato direto dos repórteres de rua com a equipe do “switcher”, local em que se tem notícias testaram 4 profissionais positivo para Covid-19.
.
.
.
– Redução do trabalho presencial de profissionais ao mesmo tempo na redação com adoção do necessário distanciamento entre o que estiverem no mesmo ambiente, e adoção da medida de home office para os profissionais do grupo de risco.
.
.
.
– Retomada da disponibilização de transporte privativo evitando que os profissionais utilizem transporte público.
.
.
.
O Sindicato reforça que a Covid-19 foi enquadrada legalmente como doença ocupacional, acarretando assim, todos os direitos trabalhistas aos profissionais que vierem a ser acometidos e responsabilização das empresas que não adotarem medidas corretas.
.
.
.
Na notificação, o Sindijornalistas ainda cobra para que a emissora forneça os devidos equipamentos de segurança para cobertura de conflitos, visto que profissionais estão realizando coberturas jornalísticas sem os devidos EPI’s.