Sindijornalista cria Comissão Capixaba de Jornalistas pela Igualdade Racial e de Gênero

“Como questão estrutural da sociedade brasileira, as relações raciais necessitam de atenção dos jornalistas”. Essa foi a Tese Visibilidade às Questões Étnicas nos Meios de Comunicação e no Mercado de Trabalho, aprovada no 31º Congresso Nacional dos Jornalistas – 2004, que contribuiu., cada vez mais  para que vários sindicatos dos jornalistas do país criassem suas Cojiras locais proporcionando uma discussão com a categoria sobre a forma que o negro, a negra, as mulheres e os militantes do movimento LGBT vêm sendo tratados como trabalhadores da comunicação e também como a mídia enxerga e divulga essa questão estrutural e cultura da sociedade do nosso país.

No cumprimento destas diretrizes traçadas pelos congressos nacionais, e implementadas pela Federação Nacional dos Jornalistas, no próximo 04 de setembro acontece o 1º Encontro Estadual de jornalistas capixabas pela igualdade racial e de gênero ( EENJIRA), a partir das 18h30, no Arquivo Público do Espírito Santo, localizado na Rua 7 de Setembro, nº 414, no centro da cidade, perto do Palácio da Fonte Grande.

O encontro contará com a palestra da jornalista carioca, e membro da Cojira-RJ,  Angélica Basthi ,que abordará o tema “ O jornalista como protagonista da defesa de ações afirmativas”, e também com a posse dos jornalistas membros da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial e de Gêneros- Cojira-ES;

Ao final do evento serão comemorados os 35 anos de fundação do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Espírito Santo- Sindijornalistas-ES.