Sindijornalistas garante data-base, piso salarial e Convenção Coletiva de Trabalho

 

Em meio à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Espírito Santo (Sindijornalistas/ES) conseguiu manter a data-base da categoria, em 1º de maio, bem como o piso salarial. A negociação das Convenções Coletivas de Trabalho (CCTs) foi realizada junto ao Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas no Estado do Espírito Santo (Sindijores) e Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Estado do Espírito Santo (Sertes), sendo assinadas no ultimo dia 17.

Segundo o coordenador-geral do Sindijornalistas/ES, Douglas Dantas, inicialmente, as empresas nem sequer queriam discutir as convenções deste ano. “Conseguimos negociar para que nesse momento de tanta adversidade garantíssemos a manutenção da convenção, com todas as cláusulas já estabelecidas. Vale destacar que a taxa assistencial não foi estabelecida nesse momento diante a situação que todos estamos vivendo. Esperamos em breve que tudo se recupere para garantir o fortalecimento da categoria e do Sindicato, que também possui diversas despesas para seu funcionamento em atendimento à categoria.”

Com isso ficou estabelecido que “os salários dos jornalistas  não  serão  reajustados  em  1º  de  maio  de  2020  em decorrência  dos  impactos  da  pandemia  do  Covid-19  na  economia”. Mas ficaram garantidos a manutenção dos pisos e a data-base, bem como todos os demais direitos já estabelecidos na convenção.

Também foi acordado que “havendo estabilidade econômica ainda dentro da vigência da presente convenção, o Sindijornalistas-ES proporá rodada de avaliação com o sindicato patronal”.

Além das assinaturas das convenções, realizadas conforme consulta pública junto à categoria, o Sindijornalistas está atuando para a atualização e modernização da tabela de serviços freelancer.

Precisa-se ainda destacar a atuação do jurídico da entidade que tem protocolado diversas denúncias e ações junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT), Justiça do Trabalho, entre outras, para garantir os direitos trabalhistas, inclusive as normas sanitárias e de saúde que algumas empresas insistem em descumprir.

No entanto, a sindicalização e a contribuição financeira da categoria com o Sindijornalistas são fundamentais nesse momento para manter a nossa atuação. Destaca-se que nenhum diretor é remunerado pela Entidade, toda atuação é voluntária, mas temos custos com prestadores de serviço e nossa sede.

Entre em contato pelo zap 9.9759-2699, filie-se e fortaleça nossa categoria! Utilize nosso Pic Pay (@sindijornalistas) e contribua com o seu Sindicato!

Convencao Sertes Sindijornalistas 2020 – 2021

Convenção Sindijores-Sindijornalistas 2020-2021