Sindijornalistas institui Coletivo de Saúde

Para conhecer ainda mais a realidade dos jornalistas no que diz respeito à saúde e elaborar junto com os trabalhadores propostas que venham garantir a qualidade de vida da categoria, o Sindijornalistas instituiu na terça-feira (23) o Coletivo de Saúde. A coordenadora do coletivo é a jornalista Gláucia Regina Loriato, que além de integrar o conselho fiscal do sindicato também faz parte da coordenação do Departamento de Saúde e Previdência da Fenaj.

Um dos primeiros passos do coletivo será estudar questões relacionadas à saúde dos jornalistas por meio de artigos, pesquisas e cartilhas sobre o tema. Além disso, irá buscar conhecer iniciativas realizadas anteriormente pela Fenaj em relação ao assunto e entrar em contato com outras categorias para trocar experiências. Ao mesmo tempo será organizado um seminário sobre saúde com jornalistas da região sudeste, que será realizado em Vitória no primeiro semestre de 2011. “Esse mesmo seminário acontecerá em outras regiões. Através dele a categoria irá formular propostas de políticas de saúde a serem implementadas pela Fenaj”, diz Gláucia.

Para dar início a essas ações o Coletivo de Saúde do Sindijornalistas marcou uma reunião na terça-feira, sete de dezembro, às 18h30, na sede do sindicato. Toda a categoria está convidada para participar, pois o Coletivo de Saúde está aberto para quem quiser dar sua contribuição. Segundo Gláucia, a iniciativa de formar o coletivo vai ao encontro da proposta do Departamento de Saúde e Previdência da Fenaj, que tem como meta se aprofundar no conhecimento sobre quais são os principais problemas de saúde que atingem os jornalistas em todo o Brasil e qual é a origem deles. “Dessa forma, a federação pode desenvolver políticas voltadas para a manutenção da qualidade de vida dos jornalistas de acordo com a realidade de cada região”, explica Gláucia.