Tem início a 1ª Conferência Estadual Sobre Transparência e Controle Social

O dia primeiro de março foi marcado pela abertura da 1ª Conferência Estadual sobre Transparência e Controle Social (Consocial). Com o tema “A Sociedade no Controle e Acompanhamento da Gestão”, o evento acontece até o dia três, no Centro de Convenções de Vitória.

 

Na ocasião o palestrante foi o Secretário Geral da ONG Contas Abertas, Gil Castello Branco, que falou sobre o tema que norteia o evento. Ele recordou um fato ocorrido em 1991, quando o jornalista Mário Rosa denunciou o desvio de verbas da Legião Brasileira de Assistência (LBA) para Organizações Não Governamentais (ONGs) comandadas pela então primeira dama, Rosane Collor.

Para comprovar a fraude, o jornalista contou com o auxílio do então deputado federal Eduardo Suplicy, que forneceu a senha do Sistema Integrado de Administração Financeira (Siaf), com dados sobre o destino das verbas do Governo Federal. Segundo o palestrante, este caso foi um marco na questão da transparência.

De lá para cá, segundo Gil Castello Branco, a possibilidade de saber o destino das verbas públicas se tornou algo mais acessível. Ele citou como exemplo o portal da transparência da Advocacia Geral da União (AGU), que disponibiliza a quantidade gasta e em que o dinheiro foi aplicada.

Segundo o palestrante, a portal foi responsável pela descoberta de casos de corrupção, como a questão dos vereadores de um município de Goiás que recebiam o Bolsa Família. O nome de todos os beneficiados por esse programa está no site.

A jornalista Suzana Tatagiba está participando do evento juntamente com a também jornalista Elaine Dal Gobbo. Ambas são delegadas, representando a categoria. Para Suzana a Consocial é um instrumento de suma importância para o acompanhamento das gestões e deve ter uma nova edição no próximo ano. “Além disso,  Sindijornalistas espera que as discussões sejam enriquecedoras. Torcemos também que todas as ações tiradas aqui possam ser cumpridas pelos dirigentes”, afirma Suzana.

A Consocial continua na manhã do dia dois com o painel “Lei de Acesso à Informação”, ministrado por um representante da Secretaria Geral da Presidência da República e pelo Secretário Geral da ONG Transparência Capixaba, historiador e professor universitário Rafael Cláudio Simões. O painel será procedido pela apresentação da metodologia da conferência, início da eleição de delegados, dinâmica “Comunicação e integração: a importância do trabalho em grupo” e oficina dos eixos temáticos.

A oficina dos eixos temáticos prossegue na parte da tarde, quando também terá a consolidação das oficinas, encerramento da eleição para delegado e divulgação dos candidatos.